Fevereiro: quando acreditar é preciso!

Colunista 06 de Fevereiro, 2020 2022

Fevereiro: quando acreditar é preciso!

OPINIÃO  do deputado Lucas de Lima ( Solidariedade):  Campo Grande precisa tirar  lições da catástrofe de Belo Horizonte (MG).  Nossa topografia é amena, mas  temos córregos urbanos canalizados na década de 70 quando a população era de 100 mil habitantes apenas e o espaço físico ocupado era 10 vezes menor que hoje. A capital BH  tinha só 500 mil habitantes quando aqueles córregos foram cobertos de concreto. Lá como aqui – as águas pluviais aumentaram com novos bairros e mais ruas asfaltadas. Para piorar o fator lixo passou a prejudicar o fluxo das águas na zona urbana.

FANTÁSTICA a obra de canalização do Córrego da Maracaju ( prefeito Levy Dias) que faz a ligação com a Av. Ernesto Geisel que preservou o Córrego Segredo a céu aberto. Mas tem sido feita a manutenção ou vistoria interna aferindo o seu real estado? Já se passaram 50 anos e nada é eterno ou indestrutível. Insisto: as águas aumentaram - as enchentes inevitáveis. Um dia poderá ocorrer  aqui a tragédia  dos córregos canalizados sob as avenidas da capital mineira. Seria oportuno que a administração municipal aproveitasse o clima preocupante e nomear uma equipe para vistoriar nossas avenidas sobre os córregos, incluindo o ‘Prosa’ ( Av. Fernando C. da Costa).

QUE PAÍS!  Um ano após a tragédia de Brumadinho (MG) e não tivemos mudanças significativas na legislação e o procedimento judicial se arrasta ao melhor estilo da ‘ampla defesa’ – que tem sido o caminho certo rumo a impunidade. Quando vejo aqueles comunicados da ‘Vale’ ‘coincidentemente’ em horário nobre e nos intervalos dos noticiários da TV tenho náuseas. Pura enganação para inglês ver. Vale repetir: em todo o Brasil temos 796 barragens e uma ‘multidão’ de 16 fiscais para vistoriá-las.

PARCEIROS  Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o prefeito Marcos Trad (PSD)  juntos. O anúncio do recapeamento da Av. Mato Grosso e da Av. Ceará mostram o porte da parceria. Outro gol de letra é a futura via de acesso ao bairro Moreninhas. Na outra ponta o Governo anuncia para março pacote de obras que engloba reforma de escolas, do Pronto Socorro de Corumbá, termino dos hospitais de  Dourados e Três Lagoas, construção de 130 pontes de concreto, pavimentação de 800 kms de rodovias e restauração de outros 560 kms.

NO FACEBOOK   O deputado estadual capitão Contar (PSL) não perde tempo e continua usando bem as redes sociais em defesa do Governo Federal, fazendo inclusive comparações dos avanços sociais e econômicos neste primeiro ano da gestão Bolsonaro. Na  mensagem de sua autoria mostra que o Brasil já está no 4º lugar ( antes era 6º) na classificação dentre os países destinos de investimentos com 75 bilhões de dólares, superando o Reino Unido inclusive. Quem não é visto não é lembrado.

LER E PENSAR: “...O fato é que Moro parece mesmo na estrada para 2022, e o roteiro conhecido. Nunca há espaço para 2 reis num só palácio, e o Ministro da Justiça parece já operar politicamente com um estrutura própria, por enquanto informal. Junta braços e dá sinais de força na burocracia repressiva, no sistema de Justiça e até no Congresso, onde tem pronto um partido, o Podemos, para chamar de seu. Isso não vai passar assim batido no Planalto. Quem chega ali pode ser tudo, menos trouxa...Ele liquidaria no nascedouro ambições como as de Dória. E Luciano Huck poderia  já ir preparando seu 3º artigo de por que desistiu da disputa...” ” ( Alex Feurerwerker)

CARLOS MARUN  O Conselheiro da Itaipu Binacional falou a Arthur Mário na “Rádio Hora’ na capital e revelou: irá se dedicar a profissão e família. Mas no ‘face’ do Arthur várias pessoas criticaram Marun, usando – dentre outros - os termos  “soberbo, arrogante, provocador de náusea, crápula e lixo”. Avesso a esse tipo de atitude o colunista indaga: “o ex-parlamentar acionará a Justiça em defesa de sua honra?”  O prestígio eleitoral nem sempre tem o respaldo na opinião pública, de critérios  próprios  para aferir valores dos personagens do cotidiano. Casos dos ex-presidentes Michel Temer (MDB) e de Lula (PT). “A vida começa todos os dias!” (Érico Veríssimo)

DESMAMA  Atividade rentável era de líder sindical no país. Direito a mordomias incontáveis e outras coisas mais. Graças ao imposto sindical que acabou  na reforma trabalhista. Valores que iam para os Sindicatos dos Trabalhadores, Patronais e para o antigo Ministério do Trabalho. Em 2018 foram R$3,64 bilhões; em 2018 R$500 milhões e em 2019 R$128,3 milhões.  Compare: em 2017 a CUT ( Central Única dos Trabalhadores) levou R$62,2 milhões; em 2019 só R$442 mil. A Força Sindical caiu de R$51,3 milhões para R$948 mil; a UGT (União Geral dos Trabalhadores) caiu de R$46 milhões para R$1 milhão apenas. A economia do país agradece!

MAIÚSCULOS  os números da Santa Casa de Campo Grande.  São 651 leitos (SUS e convênios, 99 da unidade terapia intensiva), 3.500 funcionários (CLT, PJ e autônomos). São servidas 4.000 refeições aos pacientes, acompanhantes e funcionários. Gasta-se R$500 mil de energia elétrica ( mais R$260 mil de débitos atrasados)  e R$120 mil de água. Em 2019 o pronto socorro atendeu nada menos que 39.836 pacientes na urgência e emergência; destes 6.828 do interior, de outros Estados e de países vizinhos através de registro diferenciado. Como seria sem ela?

APROVA?   O Congresso Nacional continua jogando contra o Governo. Onde pode joga terra. Foi assim em 2019. Agora Bolsonaro quer acabar com essa pratica indecorosa onde o álcool sai das usinas para ser batizado nas distribuidoras distantes (antes de chegar às bombas), o que acaba encarecendo o produto. O presidente quer acabar com a viagem e diminuir em 20 centavos o preço do álcool e da gasolina nos postos. Num vídeo o presidente denuncia o parlamento que articula a cobrança de uma taxa a favor das distribuidoras. É de lascar mesmo!

TERCEIRA VIA?   Na última pesquisa 29,1% votariam em Bolsonaro e 17% optariam por Lula e 3,5% em Ciro Gomes. A polarização interessa ao presidente, sem esquecer que temos 12 milhões de desempregados – contingente volumoso e sem rumo.  Mas o discurso para 2022 já foi antecipado pelo general Augusto Heleno que tuitou: “Ou vocês confiam no Capitão Bolsonaro, que teve visão e coragem para, sem recursos, enfrentar o Sistema e nos dar esperança de mudar, ou continuarão atacando-o e devolverão o Brasil à esquerda, em 2023. A Argentina está aí para provar que estou certo.”

POLIVALENTE  Com suas ações voltadas aos problemas mais recentes como meio ambiente, mobilidade urbana e proteção ao reino animal, o deputado Lucas de Lima ganha seu espaço. Neste sábado (31) estará presente a manifestação na entrada do Parque dos Poderes contra desmate da sua vegetação original; no dia 10 reúne-se com motoristas de aplicativos na capital para debater assuntos da classe – entre eles a redução em 50% do IPVA – em 70% da vistoria do Detran e outros incentivos oficiais para uso do Kit-gás em seus carros. Quanto a política de doação ( em parceria com o vereador Francisco Veterinário-PSB) de animais abandonados  vai de vento em popa.

MULHER PELADA  José Sarney era presidente do país e João Dória Jr chefiava a Embratur que enviou ao exterior na década de 80 as imagens das brasileiras sensuais nas praias (lembra?) para atrair  ‘gringos’. Agora circula nas redes sociais matéria crítica a Embratur  da época por incentivar o turismo sexual hoje tão combatido. É a operação para depredar a imagem do governador paulista já com futuro político incerto. É, aliás, o que acontece em ano eleitoral quando alguém lembra aos adversários: “Eu Sei o que vocês fizeram no verão passado”. Cruel – mas verdadeiro! Sem retoques.

VITÓRIO MEDDIOLLI: “...A popularidade de Romeu Zema deve-se especialmente à sintonia gerada pelo seu jeito despojado, que agradou bastante à população do interior, à classe média, profissionais liberais e àqueles que não vivem de Estado, mas contribuem com sua sustentação produzindo e recolhendo impostos. Não ganhou adeptos sectários, apenas simpatias e respeito. Se não ajudou, ao menos não atrapalhou, não burocratizou, não explorou o poder...Não há reparo de arrogância, deslumbre, distanciamento do “normal”. Os mineiros são comedidos e preferem pessoas que mostram humildade – uma virtude que não tem faltado a Zema...”

ALIENAÇÃO GLOBAL    Para 7%  (23 milhões de pessoas) dos americanos o achocolatado  vem de vaca marrom; parte dos vestibulandos acha que Beethoven é um cachorro: 20% das crianças inglesas não sabem que o ovo vem da galinha e 30% não sabem diferenciar manga da maçã e 40% dos adultos não localizaram Londres no mapa. Na Alemanha 13% dos adultos não sabem utilizar um “mouse” do computador e 17% deles não sabem ler corretamente. Já na Bulgaria a empresa Gallup constatou que 8% dos habitantes acreditam que a Terra seja plana. Na Suiça um em cada seis adultos não sabe ler corretamente. No Japão 63,1% dos estudantes tem problemas de leitura – acham muito cansativo.  Portanto na ‘Era da Informação’ ainda temos essas preciosidades espalhadas pelo Mundo.