Doenças respiratórias derrubam estoques de sangue para 20% e Hemosul pede doação

Saúde 20 de Agosto, 2019 46

Doenças respiratórias derrubam estoques de sangue para 20% e Hemosul pede doação

Campo Grande (MS) – O período de tempo seco e a sazonalidade do frio em agosto, que vem e vai, tem derrubado os estoques de sangue no Hemosul (Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul). Isso porque doenças respiratórias como rinite, sinusite e alergia impedem a doação. Já o frio afasta mesmo quem costuma doar.

Como consequência, os os estoques de sangue da unidade em Campo Grande estão reduzidos. Algumas tipagens estão abaixo dos 20%, o que atrapalha a oferta de sangue para pacientes de todo o Estado. 

Segundo o Hemosul, a maior necessidade é dos sangues tipo O negativo (O-), O positivo (O+), B negativo (B-) e B positivo (B+). Por isso, a unidade de saúde pede doações não só dos grupos sanguíneos que estão em baixa, mas de todos os tipos, já que as plaquetas servem para ajudar qualquer pessoa.

Hemosul em Campo Grande fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1.304. Foto Saul Schramm

Salve vidas, doe sangue

Os doadores precisam ter entre 16 e 69 anos para doar sangue. Quem tem 16 e 17 anos precisa estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal. Caso o menor de idade seja emancipado, pode doar sozinho trazendo o documento de emancipação. Se for casado, precisa trazer a certidão de casamento que já é suficiente para a liberação. 

Peso: Embora a nova lei permita a doação de pessoas abaixo de 50 Kg, a Rede Hemosul-MS reserva-se o direito de aceitar apenas doadores com 55 kg ou mais, para a melhor utilização do sangue coletado e segurança do doador.

Intervalo de doação: Homens podem doar até quatro vezes ao ano com um intervalo mínimo de dois meses. Mulheres podem doar até três vezes ao ano com um intervalo mínimo de três meses.

Doenças que impedem a doação: Doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS, Sífilis. Se estiver com gripe ou alergia deve esperar sete dias após sarar para doar sangue.

Medicamentos: Alguns medicamentos impedem a doação. Portanto fale para o profissional de saúde que for lhe entrevistar os remédios que está utilizando.

Vacinas: As vacinas impedem temporariamente a sua doação. Por isso, aproveite para doar sangue antes de tomar a dose de vacina.

Alimentação: Não esqueça: você deve estar BEM ALIMENTADO para doar sangue. Como muitos pensam não se pode doar sangue em jejum. É diferente de quando vamos fazer exames laboratoriais de sangue, para os quais o jejum é recomendado. Mas você pode evitar alimentos com excesso de gordura quando vier doar sangue. É recomendado que se alimente bem, porém, de forma saudável.

Bruno Chaves, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Arquivo