Mato Grosso do Sul adota novo RG

cidades 28 de Fevereiro, 2024 1620

Mato Grosso do Sul adota novo RG

Desde o lançamento da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN), Mato Grosso do Sul tem testemunhado uma demanda significativa pela emissão do documento, com mais de 14.000 identidades emitidas em pouco mais de um mês. O processo de agendamento para obtenção da CIN é realizado mensalmente em todo o estado, embora o Instituto de Identificação ressalte que não há necessidade de pressa, uma vez que o antigo RG continua sendo válido. Além disso, é importante destacar que a gratuidade para a primeira via da CIN permanecerá disponível até 2032 em todo o território nacional.

A necessidade urgente de obter o novo RG é evidente em casos como o da enfermeira Kamily Alves Lima, que teve todos os seus documentos furtados, deixando-a sem meios de comprovar sua identidade para uma viagem já programada. Este é apenas um exemplo dos muitos casos em que a nova identificação se torna crucial para garantir a segurança e atender às necessidades de identificação dos cidadãos.

O diretor do Instituto de Identificação, Márcio Cristiano Paroba, tranquiliza a população ao afirmar que o antigo RG continua válido e que a gratuidade para a primeira via da CIN permanece em vigor até 2032. Ele destaca que a obtenção do novo documento é especialmente recomendada para aqueles que estão procurando emprego pela primeira vez, precisam viajar ou tiveram seus documentos perdidos ou furtados.

A nova Carteira de Identidade Nacional traz consigo uma série de inovações, incluindo a unificação do número do CPF como registro geral de identificação e um QR Code para validação eletrônica de sua autenticidade. Além disso, o documento contém informações como nome do estado de emissão, nome social (se houver), CPF, sexo, data de nascimento, nacionalidade, naturalidade, validade e assinatura.

O prazo de validade da CIN varia de acordo com a faixa etária do titular, sendo de 5 anos para crianças de 0 a 12 anos, 10 anos para indivíduos de 12 a 60 anos e indeterminado para aqueles com mais de 60 anos.

O processo para obtenção do novo RG permanece o mesmo, exigindo a apresentação da certidão de nascimento ou casamento e do CPF. O agendamento pode ser feito online através do site http://servicos.sejusp.ms.gov.br. Documentos opcionais, como certidão de naturalização, título de eleitor e informações sobre tipo sanguíneo, podem ser apresentados para inclusão no novo RG.

O novo documento está sendo emitido em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul, com uma média diária de 1.029 agendamentos. Casos de urgência em que o agendamento não é possível podem ser atendidos diretamente nos Postos de Identificação, mediante comprovação da necessidade do documento.