Subea atende mais de cem casos de denúncia de maus-tratos em fevereiro

cidades 04 de Marco, 2024 1201

Subea atende mais de cem casos de denúncia de maus-tratos em fevereiro

A equipe de Monitoramento em Bem-Estar Animal (MOBEA) atendeu somente neste mês, com orientação e alerta a tutores sobre maus-tratos, 118 casos de denúncias. O acompanhamento realizado pela Subea tem cunho educativo e preventivo.

A titular da pasta, Ana Luiza Lourenço, comenta que o órgão recebe em média três denúncias por dia, demonstrando a preocupação das pessoas na saúde e bem-estar dos animais. “Mesmo no mês mais curto do ano, conseguimos atender esse número expressivo de ocorrências. O animal tem grande importância dentro da família da maioria das pessoas, por isso hoje situações de maus-tratos não são toleradas”.

Das cento e dezoito denúncias atendidas, somente três precisaram ser encaminhadas para a delegacia especializada nesse tipo de crime.

A Subsecretaria chama atenção para os casos de animais com sinais clínicos de doenças graves e que são tratados de forma inadequada.

Durante as visitas, os veterinários realizam a anamnese dos animais e em várias situações, constata a possibilidade do animal estar com leishmaniose ou outra doença, sendo medicado pelo tutor de forma inadequada, sem ter passado por um especialista.

Ana Luiza frisa que essa situação apresenta risco para o animal e para as pessoas, visto que leishmaniose é uma zoonose, doença que pode ser transmitida para o humano.

A secretária explica ainda que nesses casos o tutor é orientado a ir até o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), realizar o teste de leishmaniose gratuitamente e caso o resultado seja positivo, e o tutor se comprometer a realizar o tratamento do animal, a Subea disponibiliza consulta veterinária e prescrição para o tratamento adequado para aquele animal, onde serão solicitados testes complementares, para identificar e atestar a gravidade da doença e poder iniciar o tratamento ideal.

As denúncias de maus-tratos devem ser realizadas através do canal Fala CG-156.  “Sabemos que a melhor forma de combater (maus-tratos) é com a educação, orientação desses tutores. E quanto mais pessoas tiverem acesso a essas informações, menos casos ocorrerão. Por isso é superimportante a população conhecer as formas adequadas de se manter um animal sob sua responsabilidade”.

Consultas

A Prefeitura de Campo Grande, através da Subea, disponibiliza as segundas, terças, quintas e sextas-feiras, consultas veterinárias gratuitas. São distribuídas 15 senhas pela manhã, a partir das 7h30 e 15 senhas pela tarde, a partir das 13h.

O tutor deve vir até a unidade de atendimento com o seu animal, além de documento com foto, comprovante de residência e o número do NIS.

Serviço

Endereço: Rua Rui Barbosa, 3538 – Centro.

Informações: 2020-1397